Você está em: Home> Cuidando de Você> Divã

Divã

Este é um espaço de aprendizado, aqui, mães e filhas têm uma oportunidade de se conhecer melhor. Aproveite!

Clique nos títulos abaixo para visualizar o conteúdo:

  • Virei sogra: o primeiro namoro da filha mescla preocupações e alegriasleia mais [+]

    Toda filha cresce e, um dia, namora! As mães até sabem disso, mas nem todas estão preparadas para este novo ciclo da vida que, muitas vezes, parece chegar cedo demais. Isto porque estar no papel de "sogra" pode trazer a sensação de que os anos passaram muito depressa.

    Quando a filha aparece com o primeiro namorado é um momento que envolve vários sentimentos, como aflição, preocupação e ciúmes, além de felicidade com as conquistas da adolescente. As mães que encaram o fato de maneira positiva conseguem avaliar que cumpriram bem o seu papel e que prepararam uma filha independente para encarar o mundo.

    A primeira coisa a fazer quando a menina conta que está namorando é não interferir na relação, não querer saber demais e invadir a intimidade da filha. Conselhos e palpites nesta fase, só se a garota pedir.

    "É um momento mais de ouvir do que falar. A mãe fica no papel de espectadora apenas, principalmente se o namoro dos adolescentes não estiver interferindo em outras áreas da vida, como os estudos", aconselha Cristiana Gonçalves Pereira, psicóloga e terapeuta de casal e família, membro da equipe de coordenação do Instituto de Terapia Familiar de São Paulo (ITF-SP).

  • No começo do namoro todos os sentimentos são muito intensosleia mais [+]

    No início de qualquer namoro todos os sentimentos são muito intensos. A adolescente "morre" de paixão, de saudades, de ciúmes. Neste ponto, a mãe também não deve interferir a todo momento trazendo a menina para a realidade, tentando mostrar que tudo é muito precoce, exagerado e até meio "bobo". "A mulher precisa lembrar que já passou por isso e que isso é positivo, que a garota está experimentando os sentimentos e isto é completamente normal", orienta a terapeuta Cristiana Pereira.

    Nesta fase, a menina está num momento de encantamento, feliz por ter sido "escolhida", por ser correspondida em seus sentimentos. Até mesmo as brigas costumam ser exageradas e a mãe terá que estar preparada para não absorver os problemas do namoro, não se estressar com as atitudes do rapaz (ou do casal) e deixar que a filha resolva seus problemas como achar melhor.

  • Como a mãe pode se aproximar do "genro"leia mais [+]

    A mãe e a família podem e precisam conhecer o namorado da filha, mas sem cobranças ou pressão. Tudo deve acontecer de maneira natural, mesmo porque o relacionamento pode ainda não ser tão sério assim. "Pedir para o rapaz entrar e abrir espaço para que ele conheça os familiares da namorada é bastante positivo", lembra Cristiana Pereira, psicóloga.

    Em relação a impor limites e horários, Cristiana acredita que, se isto foi bem trabalhado ao longo dos anos, mesmo quando a filha sair apenas com os amigos ou com o namorado, vai ser tranquilo manter as regras da casa.

    Além dos limites, a adolescente vai conviver com o ciúme, principalmente do pai, que acha que perdeu o lugar de rei no coração da filha. E é ai que, mais uma vez, a mãe desenvolve o seu papel de mediadora, ajudando a respeitar a escolha da menina, sem taxar ou desqualificar o rapaz, que pode não parecer o que os pais idealizaram para ela.

Saiba mais:

    • Se você deseja reportar um evento adverso ou queixa técnica, por favor, contate o seu médico ou clique aqui
    • Última atualização: 02/09/2014
    • Bayer HealthCare ® 2010 - Todos os direitos reservados - Design Foster
    • L.BR.CC.2010-04-26.0112
    • L.BR.CC.2011-11-11.0495
    • ESTE MEDICAMENTO É CONTRA INDICADO EM CASO DE SUSPEITA DE DENGUE.

    • Aspirina®: ácido acetilsalicílico
      Reg MS 1.7056.0020.
      Indicações: alívio sintomático de dores de intensidade leve a moderada, como dor de cabeça, dor de dente, dor de garganta, dor menstrual, dor muscular, dor nas articulações, dor nas costas, dor da artrite e alívio sintomático da dor e da febre nos resfriados ou gripes.
    • Aspirina® C: ácido acetilsalicílico, ácido ascórbico
      Reg MS 1.0429.0037
      Indicações: alívio sintomático da dor de cabeça, dor de dente, dor provocada por inflamação da garganta, dor muscular, dor articular, dor nas costas, e para o alívio sintomático da dor e da febre causadas por gripes e resfriados.
    • CafiAspirina®: ácido acetilsalicílico, cafeína
      Reg MS 1.7056.0015
      Indicações: dor e enxaqueca.

    SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.